Museu Virtual - Cabeçalho- 27-07-2021 -1020.jpg

Teixeirópolis / Rondônia / Brasil

 

PROJETO: Gravar em vídeos a História local. Apoie o projeto de valorização.

 

 

Teixeirópolis – História Regional

 

Na década de 1970, o governo federal resolve colonizar as terras no então Território Federal de Rondônia. Em 9 de junho de 1970, com a fusão do IBRA e INDA cria a instituição denominada Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. Que, dez dias após a sua criação o INCRA cria, por portaria, o Projeto Integrado de Colonização Ouro Preto, popularmente denominado PIC Ouro Preto, como o objetivo colonizar as terras da região de Ouro Preto, que abrange os atuais municípios de Ouro Preto do Oeste, Teixeirópolis, Vale do Paraíso e Nova União.

 

O INCRA, para colonizar as terras da região primeiro fez os serviços de topografia das linhas 31, 37 e 81 com uma extensão de oito quilômetros, e a cada 4 quilômetros foram traçadas as linhas que passaram a ser chamada de linha 4 e 8, e dos lotes rurais que são de 500 metros de frente por 2000 metros de fundo, realizou sorteio e distribuiu os lotes rurais aos colonos que foram contemplados com o direito de receber um lote de terra rural.

 

A partir do ponto final do serviço de topografia das linhas aberta pelo INCRA, colonos que não haviam recebido lotes foram invadindo e demarcando por conta própria seus lotes de terra rurais. Porém, obedecendo aos critérios adotados pelo INCRA de 500 metros de frente e 2.000 de fundo. Posteriormente, o INCRA realizou a demarcação dos lotes. Assim foram colonizadas as terras da região onde formou o município de Teixeirópolis.

 

A abertura da linha 31, hoje RO-473, teve início em 1972 com colonos acompanhados por técnicos do INCRA e utilizando de ferramentas como foice, machado, facão, enxada, enxadão, picareta, pá, entre outras. Os colonos abriram os primeiros quatro quilômetros da linha 31, no braço. Em 1973 ela foi aberta com trator esteira até o quilômetro 20, ou seja, até a linha 20.

Na linha 141, conhecida popularmente por linha 31, por estar distante 31 quilômetros do povoado de Vila Rondônia, atual cidade de Ji-Paraná, os colonos andavam a pé e transportando gêneros alimentícios, vestuários e ferramentas nas costas, desde a BR-364 até seus lotes carregando pesos de aproximadamente até 30 kg.

 

O governo do estado de Rondônia, em 1982, através da CODARON constrói uma estrutura para a implantação de um núcleo urbano de apoio rural – NUAR. A sede do NUAR Teixeirópolis foi denominada de Centro Técnico Administrativo - C T A, inaugurada em março de 1983. Com a criação do município de Teixeirópolis, onde era o CTA passou a ser a prefeitura municipal e por um curto período também funcionou a Câmara de Vereadores.

 

 

Processo pró-emancipação

 

O processo pró-emancipação de Teixeirópolis foi iniciado na ocasião da elaboração da segunda Constituição do Estado de Rondônia, que foi promulgada em 28 de setembro de 1989. Na ocasião, o deputado estadual Haroldo Franklin de Carvalho Augusto dos Santos incluiu no artigo 42 da Constituição a criação de vários municípios, entre eles o de Teixeirópolis.

O governador do estado de Rondônia, Jerônimo Garcia de Santana, arguiu no Supremo Tribunal Federal a inconstitucionalidade do artigo 42 da Constituição. Em 29 de outubro de 1991, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia suprime o parágrafo único do artigo 42 das disposições constitucionais transitórias da Constituição do Estadual.

 

Criação do município de Teixeirópolis

 

O município de Teixeirópolis foi criado no dia 22 de junho de 1994, pela Lei nº 571, sancionada pelo governador do estado de Rondônia, Oswaldo Piana Filho. A propositura foi apresentada pela Mesa Diretora da Assembleia Legislativa com o mesmo conteúdo da apresentada pelo deputado Haroldo Santos na ocasião da constituinte de 1989.

A instalação do município ocorreu no dia 1º de janeiro de 1997, com a posse dos vereadores, do prefeito e do vice-prefeito, eleitos em 1996.

 

 

Prefeito nomeado

 

Para administrar o município Teixeirópolis, na fase inicial, o governador Valdir Raupp de Matos nomeou Daniel Héringer.

 

Prefeitos Eleitos

 

Primeiro prefeito: Walter Araújo de Lima, eleito em 6 de outubro de 1996, foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 1997, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2000.

Segundo prefeito: Daniel Heringer, eleito em 01 de outubro de 2000, foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2001. Daniel Heringer faleceu, Adão Oliveira de Souza vice-prefeito foi empossado e concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2004.

Terceiro prefeito: Antônio Zotesso, eleito em 3 de outubro de 2004, foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2005, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2008.

Quarto prefeito: Antônio Zotesso, eleito em 5 de outubro de 2008, para um segundo mandato, foi empossado em 1º de janeiro de 2009, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2012.

Quinto prefeito: Valdir Mendes de Castro, eleito em 7 de outubro de 2012, foi empossado em 1º de janeiro de 2013, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2016.

Sexto prefeito: Antônio Zotesso, eleito em 2 de outubro de 2016, para um terceiro mandato, foi empossado em 1º de janeiro de 2017, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2020.

Sétimo prefeito: Antônio Zotesso (Tonin) eleito para um quarto mandato em 4 de outubro de 2020 e empossado no cargo dia 1 º de janeiro de 2021, com mandato a ser concluído em 31 de dezembro de 2024.

 

 

Poder Legislativo

 

O Poder Legislativo do Município de Teixeirópolis foi instalado no dia 1º de janeiro de 1997, com a posse dos primeiros vereadores. Desde a primeira legislatura é composto por nove vereadores. Os primeiros vereadores do município de Teixeirópolis foram eleitos nas eleições de 6 de outubro de 1996.

 

 

Educação História

 

Os ------

 

 

Saúde História

 

Os ------

 

teix-002.jpg