Museu Virtual - Cabeçalho- 27-07-2021 -1020.jpg

Presidente Médici / Rondônia / Brasil

 

PROJETO: Gravar em vídeos a História local. Apoie o projeto de valorização.

 

 

História Regional de Presidente Médici

 

O espaço onde se formou o município de Presidente Médici teve início de sua ocupação por colonos agricultores no início da década 1970, as margens do igarapé Leitão foi campo de batalha pela posse da terra. A formação da cidade foi iniciada por volta de 1972. Em 1978 foi criado o distrito Presidente Médici, a área pertencia ao município de Ji-Paraná.

 

Desde o final do século XIX, por volta de 1880, seringueiros no serviço de extração de látex subiram os rios Amazônicos, ocupando o espaço vazio. Penetrando o rio Machado ou Jiparaná chegaram à foz do rio Urupá, onde deu início a formação do povoado Urupá (hoje cidade de Ji-Paraná). A localidade passou ser referência comercial, ponto importante para quem trabalhava na extração do látex. Seringueiros continuaram a penetração pelo rio Machado acima até seus mais altos afluentes.

Na região de Presidente Médici, na década de 1960, o seringalista José Milton Rios controlava o comercio de látex, ele possuía tropas de animais para o transporte de bola de borracha das colocações de seringueiros para a sede do seringal Muqui.

 

No ano de 1960, o presidente Juscelino Kubitschek ordenou a abertura da rodovia que passou a ser denominada de BR 364. A obra de implantação ocorreu entre 1960 e 1968.

A partir da abertura da BR 364 ocorreu o movimento migratório de colonos com destino as terras de Rondônia. Ocasionando a colonização da região.

A BR 364 encascalhada não resistia ao movimento. O trafego principalmente de caminhões que chegam com mudança ou mercadorias para abastecer a população e retornavam carregados com minério de estanho e principalmente com madeira em torras para o centro sul do País.

 

Antônio Manoel de Araújo no início da década de 1970 propagou entre seus vizinhos de posse ou ocupação de áreas de terras rurais distantes a 33 quilômetros de vila Rondônia, atual Ji-Paraná, a necessidade de formar uma vila. Nessa ocasião as margens da BR 364 estavam ocupadas por diversos colonos.

O local escolhido para a formação do povoado foi à divisa entre quatro lotes rurais, dois de um lado da rodovia federal, BR 364, e dois do outro lado. Os lotes do lado leste pertenciam a Alcides Siqueira (conhecido por Cartola) e a Noé Inácio dos Santos, e do lado oeste pertencia a Enoc Antônio de Araújo e seu filho Antônio Manoel de Araújo e a Otávio Rodrigues de Matos.

A distribuição de lotes urbanos teve inícios na propriedade rural do senhor Antônio Manoel de Araújo.

Na época, o povoado ficou conhecido por 33, por estar distante 33 quilômetros de Vila Rondônia (cidade de Ji-Paraná).

 

No dia 30 de junho de 1973, um grupo de colonos, entre eles Antônio Manoel de Araújo, Expedito Medeiros, Raimundo Leonildes dos Santos e Nogueira (Pai do vereador Nogueira) reuniram para escolher o nome do povoado, conhecido até então por 33, por estar a 33 quilômetros de vila Rondônia, hoje cidade de Ji-Paraná.

A denominação Presidente Médici foi aprovada em plebiscito realizado pelos moradores em homenagem a Emílio Garrastazu Médici, presidente da República de 1969 a 1974.

Entre 1993 e 1981, foram administradores de Presidente Médici Fábio Coelho, Arnaldo Dunga, Aldo Gomes Martins, Antônio Lima e Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo).

 

Presidente Médici, no início da colonização agrícola e da formação do centro urbano seu espaço territorial pertencia ao município de Porto Velho e estava situado no território do distrito Rondônia (hoje município Ji-Paraná). No ano de 1976, o prefeito Luiz Gonzaga nomeia Valter Bartolo para administrar o distrito Rondônia Valter Bartolo que, em 2 de fevereiro do mesmo ano, nomeia Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo) chefe da divisão de cadastro técnico do distrito Rondônia.

Toninho Geraldo, naquela ocasião, realiza levantamento territorial no então povoado Presidente Médici para efeito de cadastro e emissão de guias de recolhimentos de IPTU. Posteriormente Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo) foi designado por Valter Bartolo para dar instrução ao sub administrador Auto Gomes Martins, que também era dono do Bar Mato Grosso.

Quando (Toninho Geraldo) chega para administrar Presidente Médici o centro urbano os locais para abrir as ruas estavam demarcados, porém não havia ruas implantadas, na zona rural havia aberto 8 km na Estrada 5 Irmãos, implantados pela Serraria 5 Irmãos, 16 km na Estrada Eletrônica (Estrada dos Pretinhos) e a BR 429 (na época denominada RO 2), já estava aberta até a 6ª linha, pela construtora Sul Solimões.

O administrador Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo) ganha uma bicicleta, foi uma doação de Djalma Góes, era o meio de transporte do administrador.

 

Presidente Médici foi distrito do Município de Ji-Paraná

 

Em 11 de outubro de 1977 foi criado o município Ji-Paraná, o governador do Território Federal de Rondônia nomeia Valter Bartolo prefeito de Ji-Paraná. Em novembro de 1978 Valter Bartolo nomeia Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo) administrador regional de Presidente Médici.

Em 1979, o administrador regional de Presidente Médici, Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo), acompanhado do prefeito Assis Canuto, Flávio INCRA, pastor e da população local realiza um mutirão para limpeza urbana da única rua existente a BR 364. Essa foi à primeira iniciativa de limpeza urbana em Presidente Médici.

 

 

Criação do Município Presidente Médici

 

O município Presidente Médici foi criado em 16 de junho de 1981, pela Lei (federal) nº. 6.921, sancionado pelo presidente general João Baptista de Figueiredo.

O Município de Presidente Médici foi instalado em 1º de fevereiro de 1983, com a posse dos vereadores, do prefeito e do vice-prefeito e eleitos. Conforme a Lei 6.921/1981 que criou o município.

Para administrar o município, na fase inicial, o governador do Território Federal de Rondônia, coronel Jorge Teixeira de Oliveira nomeou Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo).

 

Toninho Geraldo contribuiu com desenvolvimento de Presidente Médici na fase de povoado e no período de instalação do município. Assim, Toninho foi responsável pela implantação de estrutura básica, abertura de ruas, supervisão e construção de diversos prédios públicos, prefeitura, Câmara municipal, delegacia de polícia, implantação do posto telefônico e principalmente nas aberturas de estradas e instalação de escolas rurais.

 

 

Prefeito Nomeado

Antônio Geraldo da Silva (Toninho Geraldo): 05 de dezembro de 1981 a 31/01/1983.

 

 

Prefeitos eleitos

 

Primeiro prefeito, Dr. José Cunha e Silva Júnior, eleito em 15 de novembro de 1982 foi empossado no cargo em 1º de fevereiro de 1983. José Cunha foi cassado em ----, o vice-prefeito Carlos Morong concluiu o mandato em 31 de dezembro de 1988.

Segundo prefeito, Gilson Borges de Sousa, eleito em 15 de novembro de 1988 foi empossado no cargo em 1º de fevereiro de 1989, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 1992.

Terceiro prefeito, Francisco Carvalho da Silva - Chico Paraíba, eleito em 4 de outubro de 1992 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 1993, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 1996.

Quarto prefeito, Antônio Geraldo da Silva 'Toninho', eleito em 6 de outubro de 1996 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 1997, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2000.

Quinto prefeito, José Ribeiro da Silva Filho, eleito em 1º de outubro de 2000 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2001, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2004.

Sexto prefeito, Charles Seizi Modro, eleito em 3 de outubro de 2004 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2005, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2008.

Sétimo prefeito, José Ribeiro da Silva Filho, eleito em 5 de outubro de 2008, foi empossado no cargo, para o segundo mandato, em 1º de janeiro de 2009, concluiu esse mandato em 31 de dezembro de 2012.

Oitavo prefeito, Maria de Lourdes Dantas Alves, eleito em 7 de outubro de 2012 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2013, concluiu o mandato em 31 de dezembro de 2016.

Nono prefeito: Edilson Ferreira de Alencar, eleito em 2 de outubro de 2012 foi empossado no cargo em 1º de janeiro de 2017com mandato até 31 de dezembro de 2020.

Décimo prefeito: Edilson Ferreira De Alencar, eleito para um segundo mandato em 4 de outubro de 2020 e empossado no cargo dia 1 º de janeiro de 2021, com mandato a ser concluído em 31 de dezembro de 2024.

 

 

Poder Legislativo

 

O Poder Legislativo do município foi instalado em 1º de fevereiro de 1983, com a posse dos vereadores eleitos em 15 de novembro de 1982.

 

 

Poder Legislativo

 

O Poder Legislativo do município foi instalado em 1º de fevereiro de 1983, com a posse dos vereadores eleitos em 15 de novembro de 1982.

 

 

Comarca - Poder Judiciário

 

O

 

 

Presidente Médici – História - Educação

 

O

 

Presidente Médici – História - Saúde

 

O

 

 

pm-051.jpg